Manifesto contra o fechamento do Arquivo Lukács, na Hungria

March 12, 2016

 

O Instituto Lukács e seus associados manifestam profunda tristeza e preocupação com o fechamento do Arquivo Lukács pelo governo húngaro. É lamentável para todos aqueles que defendem o processo de difusão e socialização do legado revolucionário produzido pelos clássicos do marxismo, e por intérpretes como Lukács, constatar o descaso ao acervo lukacsiano. O fechamento inviabiliza o acesso às obras originais produzidas por esse grande filósofo contemporâneo a pesquisadores espalhados pelo mundo e interessados em estudar o seu pensamento. Trata-se, de fato, de um descaso, insistimos, com a produção do conhecimento humano que se propõe a investigar a vida em sociedade, indo além das aparências imediatas.

 

Todos sabem do legado que este grande intelectual do marxismo nos deixou em termos da teoria crítica e revolucionária, mesmo em circunstâncias desfavoráveis permeadas pelo declínio do interesse pelo marxismo. A retomada dos fundamentos marxianos sobre o ser social, e do ser social burguês em particular, esteve sempre no horizonte das preocupações do Lukács da maturidade, especialmente no campo da Estética e da Ontologia, reunindo um conteúdo categorial no nível dos grandes pensadores, o que lhe rendeu o reconhecimento como um dos maiores filósofos do século XX. Do mesmo modo, é inegável o alto nível da sua produção desde a juventude, sobretudo em matéria da teoria literária, conhecimento difundido socialmente nos círculos europeus e que se estende ao mundo por décadas.

 

Em 2008, por ocasião de sua obra sobre o trajeto histórico de Lukács, na qual recupera a personalidade de Lukács e sua produção no século XX, o filósofo italiano Guido Oldrini advertiu sobre o clima de hostilidade contra o marxismo, hostil ao lançamento de uma obra desta natureza. Sua expectativa era que o tempo daria a Lukács um merecido lugar na história do pensamento, pela dedicação às suas batalhas e aos seus estudos. Entretanto, se naquele momento as condições objetivas para a divulgação do pensamento crítico-revolucionário eram desfavoráveis, vivem-se atualmente condições ainda mais adversas, determinadas por um conjunto de questões de ordem econômica, social e política, atinentes à crise estrutural do capital, com consequências que chegam ao nível da barbarização da humanidade.

 

Registramos nosso apelo aos responsáveis pelo acervo da obra do filósofo húngaro contra o fechamento do Arquivo Lukács, em face da importância do pensamento de alto nível para este tempo em que impera a decadência ideológica. Tempo no qual o alto pensamento da própria burguesia alcançado até Hegel entra em decadência por determinações da realidade burguesa. A partir de então, a filosofia não mais se propõe a pensar o destino do homem enquanto universal, mas apenas os interesses do capital. Daí a importância de um pensamento como o de György Lukács, cuja trajetória no século XX, contrariando a tendência dominante, seguiu na direção de pensar a origem e o destino da humanidade sob a perspectiva de uma ontologia crítico-marxiana.

 

Conclamamos a todos a manifestarem seu repúdio à decisão de fechar o Arquivo Lukács, assinando a petição abaixo.
 

Clique aqui para ser redirecionado à página da petição

 

 

Instituto Lukács - Brasil

 

 

Por favor, enviar adesões à lukacsarchiv.petition@gmail.com

(Modelo)

 

Ao Sr. Presidente da Honrada

 

Academia de Ciências da Hungria

 

Prof. Dr. László Lovász

 

De nossa consideração:

 

Os abaixo-assinados expressamos nossa preocupação ante a decisão, tomada por XXX, de fechar o Archivo Lukács. György Lukács é um dos filósofos mais importantes do século XX, intelectual de destaque nos âmbitos da filosofia política, da teoria e crítica literárias, da sociologia e da ética, além de um dos maiores ensaístas da contemporaneidade. Figura internacionalmente reconhecida, Lukács é um dos pontos mais elevados na história da rica cultura húngara, já que é o autor de uma série de obras que se integraram ao patrimônio vivo da humanidade.
O Arquivo Lukács não apenas tornou possível, durante décadas, um amplo que um amplo público acadêmico e extra-acadêmico tivesse acesso à documentação central sobre a vida e a obra do filósofo, além do que funcionou como lugar histórico, espaço de recordação de uma das figuras mais fascinantes de nossa era. Por todo o dito, queríamos solicitar, às autoridades devidas, que revisem esta medida que foi recebida com preocupação e tristeza pela comunidade científica e artística internacional.
Confiando em sua compreensão e sensatez, o saudamos respeitosamente.
 

 

Please reload

Publicações

A Impossib...

1/50
Please reload

Cursos e conferências

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Postagens recentes
Please reload

Todas as postagens
Please reload

Siga-nos