A Política em Marx


Autor: Bruno Gonçalves da Paixão


ISBN: 978-85-65999-38-0


Páginas: 200


1ª edição, Instituto Lukács, 2017.


Preço: R$ 10,50 + Frete


Clique aqui para baixar este livro grátis em PDF É com grande prazer que reforço aqui a publicação do livro "A Política em Marx", produzido por Bruno Paixão. O tema torna-se mais relevante diante da atual crise mundial de superprodução do capital (2008...) e diante da crise política no Brasil. Na atualidade, a luta de classes ficou mais desanuviada entre capital e trabalho, com o desmantelamento dos governos da social democracia. Mais uma vez se apresenta a tarefa maior ao proletariado, como sujeito histórico, a superar o capital e o capitalismo pela revolução social. Sentido em que, ele precisa se organizar pela ação política revolucionária, em livre associação dos trabalhadores, construir o trabalho associado nas novas relações de produção para consolidar a emancipação humana. A pergunta que fica em aberto: na sociedade comunista a política terá algum papel? Bruno encontra explicações em Marx que negam essa necessidade, veja por quê! Prof. Dr. Alfonso Klein - Programa de Pós-Graduação em Serviço Social - UNIOESTE.

Orelha: Haverá política no comunismo? Essa questão é, uma das mais candentes nos debates sobre a superação do capital. Sua importância pode ser assim sumariada: estariam certos Marx e Engels - e Chasin, Mészáros etc - que a política é fundada pela exploração do homem pelo homem e, por isso, deixaria de existir junto com as classes sociais? Ou, ao contrário, estariam certos autores mais recentes - Carlos Nelson Coutinho, Ralph Miliband etc. - que sustentam que a política dirimi questões que envolvem a totalidade da sociedade, seria tão universal quanto, por exemplo, o trabalho e, assim, estaria também presente no comunismo? No fundo, no fundo, trata-se de uma contraposição entre a concepção aristotélica de política, atualizada no sentido do liberalismo, e a concepção de Marx e Engels - com tudo o que essa contraposição implica. O livro de Bruno Paixão, A Política em Marx, entra nessa polêmica com uma clara e inequívoca posição: o fundamento da política está na propriedade privada. Ao fazer, possibilita uma saudável retomada de alto nível da polêmica e avança contribuições importantes para compreender a démarche de Marx e Engels nesse particular. Sergio Lessa


SUMÁRIO

PREFÁCIO

INTRODUÇÃO

CAPÍTULO I - MARX: NAS TRILHAS DA TRADIÇÃO POLITICISTA

1.1 O Jovem Marx e a velha Alemanha do Século XIX

1.2 A Gazeta Renana: a arma político-prática do jovem Marx

1.3 Estado cristão e Estado racional

1.4 Estado e propriedade privada: o universal eclipsado

1.5 Crítica à ideia de Estado em Hegel

CAPÍTULO II - A DIMENSÃO NEGATIVA DA POLÍTICA EM MARX

2.1 Da crítica à teologia à crítica da política

2.2 As limitações inerentes às saídas politicistas

2.3 Vontade limitadora da política frente à força social real

CAPÍTULO III - A HISTÓRIA COMO LUTA DE CLASSES: ENTRE A POLÍTICA REVOLUCIONÁRIA E A REDOMA POLITICISTA

3.1 História como crivo do pensamento

3.1.1 Revolução de superfície

3.1.2 Base social burguesa e forma política ditatorial

3.2 A Comuna: forma política embrionária da transição

3.3 Transição: aspectos econômicos e políticos

3.3.1 Crítica ao reformismo

3.3.2 Formas políticas: Estado e ditadura do proletariado

CONSIDERAÇÕES FINAIS

APÊNDICE

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS



Tags:

Publicações

Cursos e conferências
Posts em breve
Fique ligado...
Postagens recentes
Todas as postagens
Siga-nos
  • Google+ Basic Square

Todas as informações deste site podem ser reproduzidas por qualquer veículo de comunicação,
desde que citada a fonte, mantida a integralidade do material e sem uso comercial.